Labor Day em Martha’s Vineyard

Esse é um post sobre o dia 4 de setembro, segunda-feira, Labor Day (Dia do Trabalho), feriado. Foi o dia que eu fui, com a host family, para Martha’s Vineyard, uma ilha de Massachusetts. Quase 2h de viagem de carro até pegarmos a balsa. Aliás, a primeira vez que eu andei de balsa eu tinha uns 6 anos de idade e eu havia amado. Não foi diferente dessa vez. O mar tem esse efeito sobre mim, eu sou apaixonada/fascinada/encantada por aquela imensidão azul.

Martha’s Vineyard é uma ilha que vários personagens de filme/série tem casa de férias, como em Gilmore Girls, quando o Logan leva a Rory, Lorelai e Luke para passarem o dia dos namorados lá. Ah, depois do carro e da balsa, o meio de transporte foi a bike. Alugamos uma para mim que era simplesmente muito fofa: verde clara e com cesta na frente. E mesmo eu sendo uma das pessoas menos ativas já nascidas, me diverti pedalando (mesmo com uns morros pelo meio do caminho). É tanta beleza pra um dia só que é difícil decidir o primeiro lugar. Na sua opinião: o pôr-do-sol, a praia, a bike ou o meu almoço? Aliás, no quesito lanche, esse ganhou, porque é o melhor que eu já comi na vida.

Basicamente nós chegamos na ilha, pegamos a bike e já fomos almoçar. Depois, joguei cornhole, um jogo americano que tem pra todo lado (esse aqui), pela primeira vez e pedalamos por uma parte da costa parando algumas vezes para ver a paisagem, o farol e, enfim, a praia. Dicas para quem vai a Martha’s Vineyard, além do aluguel de bike que é bem comum lá, tem muito aluguel de jeep e scooters -confesso, eu já queria. E se você não tem a ilha no roteiro, aconselho fortemente a adicionar, porque você não vai se arrepender.

Finalizo o post com essas duas últimas fotos que foram tiradas pela kid (9 anos), minha mini fotógrafa favorita.

Beijos e até mais!

Continue Reading

Verbalizando#2: Setembro/2017 (fotografia de bolso + vlog)

Eu comecei essa categoria, Verbalizando, antes de viajar, mas não fiz outro post desde então. Outra ideia de post era compartilhar as fotografias de bolso, já que hoje em dia o celular facilita muito para capturarmos o cotidiano, por isso resolvi juntar tudo em um só. O Verbalizando de hoje resume meu mês de setembro, com as fotografias de bolso desse mês e, no final do post, o vlog, caso você não tenha assistido ainda.

Sentindo: gratidão e motivação! Esses dois sentimentos são muito fortes em mim em setembro, porque é quando eu completo mais uma primavera e, com isso, reflito mais sobre o que passou e sobre o que eu espero do futuro.

Assistindo: setembro foi o mês de One Tree Hill! Já falei sobre a série nesse post e se você ainda não sabe, é a minha série favorita! Já assisti ela inteira umas três vezes, sendo que não tinha na netflix no Brasil, mas nos EUA tem e, claro, eu tinha que rever. No entanto, ela saiu da Netflix no dia 1/10, sem que eu conseguisse terminar a última temporada 🙁 No cinema, assisti American Assassin (3,5/5) e Kingmans: The Golden Circle(5/5).

Desejando: uma vitrola e um patins. Comprei o patins, mas ainda não a vitrola.

Vestindo: no dia-a-dia muita legging, infelizmente. Se você me conhece, sabe que eu não gosto de legging, mas pra passar o dia com criança, acredita em mim, é bem mais prático. Senão, tem duas peças que eu tô usando demais que é minha jaqueta jeans e meu tênis Adidas. Se eles começarem a sair por aí sozinhos, não me surpreendo.

Planejando: as metas para os 20 anos! Inclusive, já compartilhei um pouco sobre isso nesse post aqui.

Lendo: nesse mês reli Cidades de Papel e A Culpa é das Estrelas, do John Green, mas agora em inglês.

Agradecendo: a host family e os meus amigos! Aliás, ô gente maravilhosa que eu tenho o prazer de conhecer, viu? Todas as conversas no whatsapp provam isso.

Comemorando: o meu aniversário! 20 anos, confesso que soa bem diferente aos meus ouvidos. Comemorei com a host family, que é maravilhosa! e com as amigas.

Esperando: ansiosamente pro meu curso de fotografia começar. Agora, ele já começou, mas é assunto pra outro post.

Beijos e até mais!

 

Continue Reading

Uma semana em Wildwoods, NJ

No começo de agosto, meio do verão americano, a minha host family me convidou pra ir pra Wildwoods, cidade litorânea de New Jersey, passar uma semana de férias com eles. É praticamente tradição, eles vão todo ano com os avós e uns amigos. São 7 horas de viagem de carro, passando por Connecticut e New York e, chegando lá, já dava para sentir o clima férias família é da cidade.

A paisagem? Incrível! E foi uma semana de muita praia! Ah, a praia americana se parece bastante com a brasileira, tava bem cheia e o mar é o mesmo, mas em geral é mais quieta (nem sorveteiro grita ou buzina) e não tem quiosques. A programação normalmente era praia/piscina de dia, jantar e algo diferente pra noite. Numa noite, fomos jogar mini golf e, pasmem, eu não sou tão ruim assim. Aliás, foi super divertido e eu recomendo pra todos.

Ah, relativo a comida, o melhor macarrão ao molho pesto que já comi na vida é de um restaurante de Wildwoods. Também fomos ao cinema e eu fiz todo mundo esperar por mim até o final do final pra ver o pós crédito do Spider-man: Homecoming. Outra noite, fomos na Boardwalk (uma espécie de calçadão à beira da praia), que também tem um parque de diversões e se as crianças se divertiram muito, imagina eu então, que fui numa montanha russa (meu brinquedo favorito) que era a mais longa que eu já fui – e muito maneira!

Dica se você quiser ir pra lá, leva dinheiro em espécie porque MUITOS lugares não vão aceitar cartão. Enfim, Wildwoods foi uma semana incrível dessa aventura americana que me deixou super queimada com uns bronzeados meio diferentes (e que eu ainda tenho, 2 meses depois), mas valeu muito a pena!

Beijos e até mais!

Continue Reading

20 anos e seus sonhos

O universo conspirou com força pra essa reflexão que eu compartilho com vocês hoje. Alguns dias atrás, enquanto eu maratonava One Tree Hill bem na sequência de episódios em que os personagens estão fazendo planos para o futuro, eu estava refletindo sobre algumas escolhas que teria que fazer e então, uma amiga conversa comigo e diz: “Bia, tem tanta coisa que eu queria fazer e não fiz”. Foi aí que algo me ocorreu. Nós somos muito novos para já desistirmos dos nossos sonhos, das nossas vontades. Nossa vida é hoje e a gente tem que viver ela no presente.

Nós então decidimos criar uma lista de tudo que queríamos fazer. Desde o maior sonho de nossas vidas até uma compra que tá na cabeça há algum tempo. Ela escreveu a dela, um amigo escreveu a dele e eu escrevi a minha. Queria te convidar a escrever a sua também. Qualquer coisa que você quiser, tudo que quiser. Ponha na lista. Não se cobre se um item perder a importância com o tempo ou se novos aparecerem. É a sua vida e você tem controle sobre ela, então você pode editar, adicionar e apagar itens. O que não pode é desistir. Sabe aquela frase a felicidade é o caminho, não o destino?

Ontem, eu completei 20 anos. Além de compartilhar a minha lista, queria também compartilhar um texto sobre a ideia de fracasso e imediatismo. Eu tenho agora 20 anos e podemos dizer que minha vida só está começando agora. Por que nos apressamos pra ter tudo resolvido? Nós somos muito novos para desistir e velhos o bastante para podermos tentar. Então vamos deixar as preocupações de lado e viver o melhor da vida hoje.

E, se quiser, a minha lista está aqui embaixo, para vocês poderem ver também. (clica em Continue Reading aqui embaixo).

Beijos e até mais!

Continue Reading