O dia que saltei de paraquedas pela primeira vez

Era domingo de Carnaval, mas eu não estava sambando. E eu preciso compartilhar essa experiência com vocês porque 1. foi a melhor coisa que eu já fiz, 2. eu quero muito tentar exteriorizar isso e poder voltar nesse post daqui algum tempo, com a garantia que a minha emoção de ter saltado de paraquedas pela primeira vez estava eternizada aqui e 3. porque eu quero muito inspirar vocês a viverem essa experiência também.

“Enjoy it. Because it’s happening.” – the perks of being a wallflower

Começando pelo começo, eu fui pela manhã com meu primo para Boituva (as três fotos acima são do salto dele, tiradas por mim), onde fica a maior área de salto de paraquedas do mundo. E eu estava muito nervosa na viagem. Pra começar, eu sou meio medrosa mesmo, nunca tinha andado de avião e, no dia do show do Legião (contei aqui), eu tinha ido no Kamikaze (um brinquedo de parque de diversões que consiste em virar de ponta cabeça) e eu gritei loucamente que iria morrer. Porque eu realmente achava que eu ia morrer. No domingo, no entanto, eu não fiquei com medo na hora de saltar. Eu ainda estava nervosa durante a viagem, mas quando chegamos e eu vi muitos paraquedas no ar, fiquei fascinada. Tanta gente pulando, eu não ia ficar no chão.

E então rolou toda a preparação, coloquei macacão, equipamento, conversei com o instrutor- que iria saltar comigo e fomos. Basicamente, você espera até poder fazer o salto, se prepara, ele explica tudo que vai acontecer, o que você tem que fazer e daí você aguarda o avião. Aí eu já estava ansiosa pelo salto. E não deu outra, eu me apaixonei pela vista. Conforme ganhávamos altura, eu não conseguia parar de olhar pela janela, fascinada. Eu via o chão cada vez mais longe, até que não vi mais ele. Já estava, literalmente, em meio às nuvens. O meu salto foi de 12000 pés, ou seja, 3600 metros de altura.

E pra ser sincera, quando você tá ali, na porta do avião e tudo que você vê é branco, é nuvem, você já se sente livre. Quando eu estava ali, na iminência do salto, tudo que eu queria era me jogar naquela imensidão. O meu instrutor estava fazendo os últimos ajustes (quem realiza o salto é ele, você não precisa pular), e eu já estava pedindo pra ir logo, puxando pra frente, porque a ansiedade era demais. E não tem como explicar em palavras como é incrível. Quando eu tento, vem uma emoção forte no peito, uma animação, uma adrenalina, uma sensação que eu acredito que não vai passar tão cedo. No segundo que você sai do avião, que você pertence às nuvens, é tudo um sonho. Você quer gritar, gritar de felicidade, gritar de conquista. Eu caia, passava pelas nuvens, e, durante os 50 segundos de queda livre, tudo vale a pena e eu só me sentia viva.

A queda livre é um sonho e quando acaba, você vê novamente o chão e as casas e aquela paisagem linda, o paraquedas abre e o sonho não acaba. Eu olhava para baixo e só conseguia pensar como o mundo é grande e como nós somos pequenos. Como aquela sensação era boa e eu não queria parar com aquilo. Aliás, eu pedi muito para o instrutor não me descer, porque eu não queria pousar. Eu estava completamente fascinada, apaixonada por aquela sensação.

“In that moment, I swear we were infinite.” – the perks of being a wallflower

E eu termino esse post como eu comecei: foi a melhor coisa que eu já fiz, a melhor experiência que já vivi. Quero voltar a ler esse post e ainda sentir essa emoção. E eu espero, de coração, que inspire você a sair da sua zona de conforto e fazer algo pela primeira vez, enfrentar um medo, se colocar à prova, fazer aquilo que você sempre sonhou fazer.

Por favor me conta, qual foi a sua melhor experiência já vivida? Já saltou de paraquedas?

Beijos e até mais!

Você também pode gostar:

46 Comentários

  1. Prima, amo a forma como escreve. Conseguiu descrever cirurgicamente as sensação do salto. Obrigado pela companhia.

    1. Obrigada ♥ Obrigada pela oportunidade de viver essa experiência maravilhosa e obrigada por estar ao meu lado

  2. Olha… só se me dessem muito (mas muito MESMO) dinheiro. Não quero me sentir livre dessa maneira, não hahaha Tenho pânico de altura! Mas parabéns pela coragem e as fotos ficaram super legais. Uma ótima recordação!

  3. Eu que sinto ter medo de tudo, me apaixonei pela forma como escreveu, com certeza agora esta na minha lista de proximas aventuras.

    Nao garanto ter vivido muitas, mas adoro a sensação de que o coração pode saltar pela boca quase que literalmente e isso parece incrível.

    Obrigada pelo post, vou salvar com todo carinho!

    Bjs

    1. Que bom que te inspirou, Janini!
      Te indico viver essa experiência, vai ser incrível e você vai amar.
      Quando saltar, me conta como foi!
      Beijos

  4. Até agora, a coisa mais incrível que fiz foi descer de tirolesa no meio de uma cachoeira. Saltar de para-quedas está na minha listinha de coisas a fazer este ano! Deve ser maravilhoso mesmo!

    1. Eu nunca desci de tirolesa. Morro de vontade! Como foi?
      Estou torcendo muito para você conseguir riscar esse item da sua lista.

  5. Que sensacional! Eu nunca saltei de paraquedas, mas fico pensando em fazê-lo. Vamos ver se eu crio coragem logo. Parabéns pela aventura e pelo post também, é inspirador!

  6. Olá, tudo bem?
    Nossa deve ser uma experiência maravilhosa, parabéns pela coragem que eu nunca vou ter haha
    Um beijo.

  7. Oi Bianca, tudo bem?

    Um dos meus sonhos é pular de paraquedas. Deve ser sensacional essa sensação de estar pulando, se jogando, entrando de cabeça no “desconhecido”. O fato das pessoas julgarem tal ato como loucura acaba me motivando ainda mais a realizar tal façanha. Com toda certeza é algo que pretendo realizar no futuro, então ler a sua experiência e comprovar aquilo que já imaginava, foi ainda mais maravilhoso! Amei o post!

    Beijos!

    1. Ai que bom que gostou! Super recomendo você viver essa experiência, vai realizar um sonho e vai adorar
      Beijos

  8. Parabéns por essa experiência, tenho vontade de fazer isso um dia mas ninguém me encoraja além de mim mesma hahaha
    Muito bom viver coisas novas uma vez na vida, adorei o post e as fotos. Beijos!

  9. Eu morro de vontade mas não sou nada corajosa para isso, morro de medo de altura…imagina eu pulando em queda livro…acho que tenho um ataque. Mas imagino que a sensação de liberdade e outras sensações sejam imensuráveis rs

  10. Uau que aventura rs, eu tenho mais medo que vontade rsrs, mas sua experiência foi maravilhosa, pelas fotose sua narração deu para perceber. Beijos

  11. Oie, tudo bem? Que experiência mais incrível! Com certeza deve ter sido tudo de bom saltar de paraquedas. O que mais achei legal foram as fotos, deve ser o máximo fotografar lá de cima. Esse é um dos meus sonhos também, mas ainda sinto frio na barriga rs Beijos, Érika ^.^

  12. Que delicia saltar de paraquedas, imagino como deve ter sido a emoção do salto ainda mais o primeiro e complexo exteriorizar, você conseguiu transmitir um pouco do que voce vivenciou. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *