O unissex e o Dia da Mulher

A igualdade entre os gêneros é, sem dúvidas, um assunto muito discutido na modernidade. As opiniões divergem, todo mundo fala de feminismo muitas vezes sem saber o que significa e Emma Watson vira embaixadora da ONU no quesito. E no mundo da moda não podia ser diferente. Muita luta até que a sociedade aceitasse que as mulheres usassem calça. Hoje em dia, mulheres sofrem abuso em locais públicos porque estão usando saia/short/vestido. Será que temos que vestir o que nos faz sentir bem ou imaginando o que os outros vão pensar?

Bom, deixando essa ideia para se pensar, gostaria de compartilhar com vocês, no dia da mulher, o Gender-neutral (“gênero neutro”), ou melhor dizendo, a tendência de roupas unissex. Não se trata de pegar a camisa do namorado pra usar e produzir um look no melhor estilo boyish. NÃO! Essas roupas são unissex mesmo. Não são separadas pelos departamentos homem/mulher e, claro, podem ser usadas por ambos os sexos.

Tudo começou com o desfile da Prada, que aliou em um só evento a coleção primavera/verão 2015 com o menswear numa proposta extremamente interessante. E o resultado foram casais de modelos com looks praticamente idênticos. Achei incrível e pesquisando sobre o assunto, descobri que algumas marcas possuem coleções nesse estilo com vendas online.

A marca Kowtow possui peças iguais para ambos os gêneros, no entanto, ela divide os departamentos homens/mulheres e o setor feminino ainda conta com mais peças como vestidos.

A Rad Hourani, no entanto, é uma marca exclusivamente unissex, ou seja, sem separação de departamentos. A mesma peça veste homens e mulheres de maneira diferente e o resultado é sempre ótimo.

Além disso, a loja inglesa Selfridges vai apostar na moda sem estereótipos e juntará todas as roupas em um único departamento unissex e até mesmo os manequins não serão utilizados. A experiência tem início previsto para o próximo dia 12 e eu estou ansiosa para saber como essa loja unissex vai acontecer.

A proposta é muito interessante em tempos de igualdade de gênero e agora é esperar pela reação da sociedade perante a ideia. E você, o que achou?
Claro, não podia faltar, um FELIZ DIA DA MULHER a todas as mulheres desse mundo! Sejam vocês mesmas, sem medo de ser feliz. Grande beijo.

Você também pode gostar:

18 Comentários

  1. Acredita que eu já tinha pensado nisso antes, mas não sabia que já existia de fato?
    Eu achei super legal a proposta, é uma forma de dizer que não é preciso separar roupas masculinas e femininas, já que ambos podem sim se vestir parecidos. É claro que essa regra não vincula a todas as peças, mas já é um bom começo.

    Beijos

    Rainha de Copas

  2. nossa amei essa proposta. O pior é que tem gente que fala que é unisseex q faz o q vc disse: pega a roupa do namorado e usa.
    nossa amei amei o post

    somundomeu.blogspot.com

  3. É o tipo de ideia que faz a gente pensar "como ninguém pensou nisso antes?". hauhau… Achei MUITO interessante mesmo! Acho que tem tudo para dar certo. Me lembrou o ex casal Chad Michael Murray e Kenzie Dalton. Eles viviam saindo com as roupas combinando. hauahau…
    Adorei o post!
    Uma Questão de Estilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *