Verbalizando #1: fazendo as malas

HELLO! É com muita emoção que eu começo esse post, sabe por que? Porque o Verbalizando vai ser uma categoria, um tipo novo de post aqui no blog, no qual eu vou comentar e compartilhar um pouco mais da minha vida através de verbos. É inspirado na ideia do Taking Stock, que veio da gringa e que eu conheci pelo blog Compra-se Um Fusca, e no Aleatoriedades, do blog Meninices da Vida. E a emoção de estar escrevendo esse post é que um sonho está para ser realizado e eu tenho vivido um mix de sensações e emoções, como felicidade, ansiedade e saudade. Bora pros verbos então:

Realizando: UM SONHO! Em poucos dias eu estarei embarcando para os Estados Unidos, onde eu vou viver um ano como au pair, estudando, trabalhando, falando inglês e aproveitando muito essa oportunidade.

Sentindo: saudades demais! Eu estou muito ansiosa para a viagem, mas conforme os dias se aproximam e eu me despeço de mais gente, o coração aperta. Minha duas avós choraram quando fui visitá-las, minha tia segurou as lágrimas e eu tentando me manter forte a cada abraço que dava.

Assistindo: 13 reasons why (tô nos últimos episódios), mas tenho assistido pouca coisa, ultimamente. Queria ter assistido muitos filmes no cinema, mas não rolou.

Ouvindo: músicas de festa, com coreografia, sabe? Fui numa balada e num casamento recentemente, então eu ainda tô com as músicas na cabeça. Macarena e Olha a Onda são as que eu mais canto ultimamente.

Planejando: o que fazer em NY! SIM, eu desembarco em NY e apesar de ficar poucos dias, eu quero passear um pouco por lá. Ver a Estátua da Liberdade, mesmo de longe, é o mínimo. Também quero conhecer o Central Park e, ainda, como eu chego 01/05, dia de MET Gala, provavelmente eu vá lá tentar ver alguns famosos no tapete vermelho haha.

Desejando: uma instax! Provavelmente minha primeira compra quando botar os pés em terra americana.

Agradecendo: as pessoas maravilhosas que tenho a minha volta. Que me apoiam, me abraçam, comemoram comigo, me ajudam, me ouvem, me fazem companhia e me fazem imensamente feliz. Obrigada por cada abraço e cada mensagem de carinho. Posso dizer com convicção: eu não seria a mesma não fosse por vocês! Aos meus amigos, que são incríveis e que me dão muito apoio e a minha família, que é maravilhosa e que são a minha força. Amo muito vocês! Ah, podem ir me visitar, viu?

Vestindo: ultimamente, roupa emprestada. Eu já fiz a minha mala, deixei tudo separado, então agora só me restou pouquíssimas roupas, que são as que eu não vou levar na viagem.

Comendo: de tudo! Sabe aquele tipo de coisa que você tem um gosto específico? Por exemplo, eu amo o arroz doce da minha avó e o brigadeiro da mulher da praça de Minas Gerais, duas coisas que eu já comi. Mas também tem paçoquita, biscoito de polvilho, pé de moleque, queijo palitinho e muitas outras coisas que eu amo comer e tô aproveitando muito por aqui.

Finalizo dizendo que estou MUITO ansiosa pra viajar logo (meu voo é no próximo domingo) e que, se você não assinou minha bandeira ainda, temos que resolver isso logo! Também queria pedir desculpas pelo tempo sem atualizar aqui, porque tem sido corrido esse mês, e que eu continuarei compartilhando esse sonho com vocês!!

Beijos e até mais!

Continue Reading

O dia que saltei de paraquedas pela primeira vez

Era domingo de Carnaval, mas eu não estava sambando. E eu preciso compartilhar essa experiência com vocês porque 1. foi a melhor coisa que eu já fiz, 2. eu quero muito tentar exteriorizar isso e poder voltar nesse post daqui algum tempo, com a garantia que a minha emoção de ter saltado de paraquedas pela primeira vez estava eternizada aqui e 3. porque eu quero muito inspirar vocês a viverem essa experiência também.

“Enjoy it. Because it’s happening.” – the perks of being a wallflower

Começando pelo começo, eu fui pela manhã com meu primo para Boituva (as três fotos acima são do salto dele, tiradas por mim), onde fica a maior área de salto de paraquedas do mundo. E eu estava muito nervosa na viagem. Pra começar, eu sou meio medrosa mesmo, nunca tinha andado de avião e, no dia do show do Legião (contei aqui), eu tinha ido no Kamikaze (um brinquedo de parque de diversões que consiste em virar de ponta cabeça) e eu gritei loucamente que iria morrer. Porque eu realmente achava que eu ia morrer. No domingo, no entanto, eu não fiquei com medo na hora de saltar. Eu ainda estava nervosa durante a viagem, mas quando chegamos e eu vi muitos paraquedas no ar, fiquei fascinada. Tanta gente pulando, eu não ia ficar no chão.

E então rolou toda a preparação, coloquei macacão, equipamento, conversei com o instrutor- que iria saltar comigo e fomos. Basicamente, você espera até poder fazer o salto, se prepara, ele explica tudo que vai acontecer, o que você tem que fazer e daí você aguarda o avião. Aí eu já estava ansiosa pelo salto. E não deu outra, eu me apaixonei pela vista. Conforme ganhávamos altura, eu não conseguia parar de olhar pela janela, fascinada. Eu via o chão cada vez mais longe, até que não vi mais ele. Já estava, literalmente, em meio às nuvens. O meu salto foi de 12000 pés, ou seja, 3600 metros de altura.

E pra ser sincera, quando você tá ali, na porta do avião e tudo que você vê é branco, é nuvem, você já se sente livre. Quando eu estava ali, na iminência do salto, tudo que eu queria era me jogar naquela imensidão. O meu instrutor estava fazendo os últimos ajustes (quem realiza o salto é ele, você não precisa pular), e eu já estava pedindo pra ir logo, puxando pra frente, porque a ansiedade era demais. E não tem como explicar em palavras como é incrível. Quando eu tento, vem uma emoção forte no peito, uma animação, uma adrenalina, uma sensação que eu acredito que não vai passar tão cedo. No segundo que você sai do avião, que você pertence às nuvens, é tudo um sonho. Você quer gritar, gritar de felicidade, gritar de conquista. Eu caia, passava pelas nuvens, e, durante os 50 segundos de queda livre, tudo vale a pena e eu só me sentia viva.

A queda livre é um sonho e quando acaba, você vê novamente o chão e as casas e aquela paisagem linda, o paraquedas abre e o sonho não acaba. Eu olhava para baixo e só conseguia pensar como o mundo é grande e como nós somos pequenos. Como aquela sensação era boa e eu não queria parar com aquilo. Aliás, eu pedi muito para o instrutor não me descer, porque eu não queria pousar. Eu estava completamente fascinada, apaixonada por aquela sensação.

“In that moment, I swear we were infinite.” – the perks of being a wallflower

E eu termino esse post como eu comecei: foi a melhor coisa que eu já fiz, a melhor experiência que já vivi. Quero voltar a ler esse post e ainda sentir essa emoção. E eu espero, de coração, que inspire você a sair da sua zona de conforto e fazer algo pela primeira vez, enfrentar um medo, se colocar à prova, fazer aquilo que você sempre sonhou fazer.

Por favor me conta, qual foi a sua melhor experiência já vivida? Já saltou de paraquedas?

Beijos e até mais!

Continue Reading

Sobre Julho/2016

Olá, todo mundo! Mês de agosto já começou, segundo semestre aí, época de volta às aulas e hoje, tem post falando um pouco sobre como foi meu mês de julho. Quem me acompanha no instagram (@biaacarla) e snapchat (bia-carla), esteve comigo quando eu fiquei perdida no labirinto em Campos do Jordão, andei de hoverboard, me diverti na piscina de bolinha e turistei em Curitiba. Eu também fiz maratona de Gilmore Girls (fiz um vídeo sobre a série, veja), comecei a assistir as séries The Flash e ‘Don’t Trust the B– in apt 23‘ e assisti, pela primeira vez, Monstros S.A. Resumidamente, foi assim meu mês de julho e nesse post, eu compartilho com vocês os filmes que vi, as matérias que li e um pouco do que vivi. Vem comigo!

Filmes:

filmes-julho

Indico fortemente Amor e Outras Drogas e The Fundamentals of Caring, que é uma produção da Netflix. Ah, as notas dadas aos filmes são com base nos filmes assistidos no mês pra ficar bem explícito o quanto eu gostei ou não dos filmes. Eu dou uma nota ‘mais real’ no Filmow, que inclui valores quebrados.

Música:

 

Uma das músicas mais ouvidas foi Send My Love, da Adele. Adoro a letra, a voz, tudo! Recomendo. Também ouvi um pouco de Shawn Mendes e atualizei minhas músicas no Spotify, logo compartilho mais com vocês.

Viagens:

viagens-campos-curitiba

Em julho, fiz um passeio por Campos do Jordão e Curitiba. Adorei os dois! Já compartilhei a viagem para Campos aqui no blog (post 1 | post 2). As fotos de Curitiba logo estarão aqui.

No Instagram:

instagram-julho

Links Interessantes:

Fotógrafa ilustra leis bizarras dos Estados Unidos – fotos super criativas e curiosidades sobre as leis americanas.

Os melhores episódios de Gilmore Girls – eu não me canso da série e esse texto é mais um motivo para você se render a série.

Teaser e data de estreia do Revival de Gilmore Girls – porque eu tô morrendo de ansiedade pela nova temporada e surtei quando vi o teaser.

E se eu não conseguir fazer tudo que quero antes dos 30 anos? – um texto incrível sobre nossos planos e a pressa de fazê-los acontecer. Me identifiquei muito e acredito que todo mundo passa por isso alguma vez na vida.

Posts mais vistos:

posts-quaseprimavera-julho

Estilo: Louisa Clark | Estilo: Nah Cardoso | Campos do Jordão: fotos da cidade

Beijos e até mais!

Continue Reading

Um pouco de decoração e o meu novo quarto

 

Olá gente, como vai? Segunda volta minha faculdade e hoje eu fui arrumar meu quarto e separar as coisas para as aulas. Só que eu acabei decidindo mudar toda a decoração do meu quarto, arrastar móveis e trocar as coisas de lugar. Foram gastas aproximadamente 4 horas e a ajuda de meus pais pra conseguir finalizar. Gostei muito do resultado e quis compartilhar com vocês. Tudo que fiz foi com o que eu já tinha e espero que também te inspire a mudar sua decoração.

decor-meuquarto01

decor-meuquarto05 decor-meuquarto10

decor-meuquarto16 decor-meuquarto17

decor-meuquarto11 decor-meuquarto14

Ainda tem algumas coisas que eu quero mudar e pretendo compartilhar com vocês. Por enquanto, é assim que ficou e eu estou adorando. Fica a dica pra você redecorar seu quarto também. Pode colocar as canetas na caneca, enfeitar com pisca-pisca, deixar os livros ou brincos à mostra e usar caixotes como prateleira. Espero que tenham gostado e se inspirado.

O que acharam da decoração?

Beijos e até mais!

Continue Reading